CAPACITAÇÃO

O curso faz parte do Programa de Pós-Graduação Profissional em Administração Pública. Formação da primeira turma está prevista para este ano

Da esquerda para a direita, os professores Franscisco Coelho Jr, Paulo Henrique Bermejo, Carlos André Alves, Diana Vaz, João Rocha, Luciano Rossoni e Antônio Isidro Filho, que compõem a equipe do novo Doutorado Profissional em Administração Pública (DPA). Foto: Anastácia Vaz/Secom UnB

 

O Programa de Pós-Graduação Profissional em Administração Pública (PGAP), vinculado à Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas (Face) da UnB, conquistou um feito inédito: a criação do primeiro Doutorado Profissional em Administração Pública (DPA) de uma universidade federal no país.

 

A nova modalidade, aprovada em dezembro de 2023 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), tem previsão de iniciar sua primeira turma já em 2024. "Essa conquista reforça o papel pioneiro da UnB, o compromisso com a excelência acadêmica e nos consolida ainda mais como uma instituição de vanguarda”, salienta a reitora Márcia Abrahão.

 

O marco é uma evolução do Mestrado Profissional em Administração Pública (MPA/FACE/UnB), que completa 20 anos de existência em 2024. Em duas décadas, já formou quase 400 servidores federais titulados como mestres, por meio de contratos firmados entre a UnB e várias instituições públicas.

O Doutorado Profissional em Administração Pública está vinculado à Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas (Face). Foto: Luis Gustavo Prado/Secom UnB

 

“Nossa equipe está muito contente com esse feito, pois somos os primeiros a ter essa aprovação”, comenta Diana Vaz de Lima, atual coordenadora do MPA. “Isso traz conosco a responsabilidade de ofertar uma capacitação de alto nível também no doutorado, que possibilitará ampliar o conhecimento e a gestão de políticas públicas do governo brasileiro”, frisa a professora. 

 

“Com a criação do curso de doutorado profissional, nos tornamos Programa de Pós-Graduação Profissional em Administração Pública (PGAP). Nele, vamos trabalhar com três linhas de pesquisa e contaremos com um corpo docente qualificado, composto por 100% de professores doutores”, pontua a coordenadora.

 

HISTÓRIA – Criado em 2004, o curso recebeu o nome de Mestrado em Gestão Social e Trabalho. Em 2007, tornou-se Mestrado Profissional em Administração e, ao completar dez anos, em 2014, atualizou-se como Mestrado Profissional em Administração Pública, com área de concentração e linhas de pesquisa mais definidas.

 

Agora, haverá uma área de concentração denominada Administração Pública e Políticas Públicas, composta por três linhas de pesquisa: Avaliação de Políticas Públicas; Governançae Desempenho na Administração Pública e Inovação; e Tecnologias na Administração Pública.

 

Elas agregarão projetos e atividades de ensino e pesquisa, além de explorar conceitos e objetos de pesquisa interdependentes, com a participação de docentes e discentes.

 

 

Matéria editada em 7/2, para correção do título, que dava a entender que a UnB era a primeira federal a ter um doutorado profissional. Na verdade, é a primeira federal a ter um doutorado profissional em administração pública.

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.